Logo de l'OEP
Logo de l'OEP

Do respeito pelo multilinguismo


Zuletzt aktualisiert: 12 Jun 2020
Margarita Correia

02 Junho 2020

A expansão de uma língua, geralmente a do poder, faz-se a expensas de outras, que deixam de ser transmitidas às gerações mais jovens, enfraquecem e acabam por se extinguir. Louis-Jean Calvet ilustra bem este facto na sua obra de divulgação sociolinguística, logo a partir do título: A guerra das línguas (La guerre des langues, em francês), infelizmente não traduzida para português.

O meu amor pela língua portuguesa não obnubila o respeito pelas demais línguas faladas nos países de língua oficial portuguesa. Ao contrário de Portugal (que só ultimamente tem despertado para o multilinguismo), estes jovens países têm na sua génese a coesão de etnias e línguas diferentes, e o português como argamassa. É multilingue - não monolingue - o Brasil, com todas as suas línguas ameríndias, de migração e de fronteira. São também multilingues os países africanos de língua portuguesa. É multilingue Timor-leste. Continuar lendo... >>>>>